Avenida das Américas

A Avenida que leva a ruas sem esquinas

Quanta saudade, de quando tudo isso era mato e duna!

Condomínios e shoppings que nada mais querem dizer

E quem por ali que vive ou passa

Não preenchem suas lacunas

A avenida ilude, dizendo que você pode me conhecer

 

 

A avenida que é mais de uma América

Do que das outras Américas?

Mas e quando a América que é dessa Avenida mudar

Ou deixar de existir?

E quando as Américas se tornarem

De fato uma única América?

Aí finalmente será Avenida da América?

E quando essa América deixar de existir também?

Será Avenida do mundo?

E quando o mundo perder suas fronteiras?

Será Avenida da Via Láctea?

Avenida do Universo?

 

Avenida das Américas

A Avenida que será das poesias e suas métricas….