Perdi o medo de ser poeta

E é isso que tenho que fazer, saber usar bem esses poemas

Sim, através desses escritos finjo que não tenho problemas

E gostaria de falar menos de mim

E escrever sobre o seu cheiro de jasmim

 

A interminável procura

Pela palavra

Que irá dar a tão esperada cura

A mim e a quem entender e sentir essa leitura

 

Quero desistir de tudo e virar poeta

Mas antes não era possível, tinha medo, muito medo

Viver para escrever faz atingir o alvo com a seta

E agora sei mais do que nunca que nada é tão cedo