Poemas clichês

Um choro contido

Um choro por achar

Que o que escrevo é tudo coagido

Mas por saber que nessa poesia está todo o sistema

 

Poetas que também estão a chorar

Por terem frustração por escreverem poucos poemas

Por terem frustração por perderem suas inspirações

Mas por entenderem que nessas poesias estão as estações

 

Pois sim, são sempre poemas clichês

São sempre os mesmos versos que nunca são perversos

Os meus e os seus por um mesmo cachê

 

Poemas para deixarmos de sermos conformados

Poemas há muito tempo constipados

Poemas que não esgotam, de tão obsessivos