Barra, você está na poesia

Aluizio Rezende, escritor, poeta e engenheiro civil, e sua mulher, a educadora Mariângela Mangia. Os dois são idealizadores  e organizadores do Poveb – Poesia Você Está na Barra.

Aluizio Rezende, escritor, poeta e engenheiro civil, e sua mulher, a educadora Mariângela Mangia. Os dois são idealizadores e organizadores do Poveb – Poesia Você Está na Barra.

A partir de 2005, após a publicação de seu primeiro livro, o escritor, poeta e engenheiro civil, Aluizio Rezende, decidiu divulgar os textos que mantinha guardados, bem como iniciar sua participação no meio poético e literário. O primeiro evento de poesia na Barra da Tijuca que Aluizio teve notícia foi por volta de 2005 e 2006, no  Freeway, na Barra : “Todas elas e alguns deles”, organizado pela APPERJ (Associação Profissional de Poetas no Rio de Janeiro) e pelo editor, escritor e poeta, Sérgio Gerônimo. Aluizio foi levado a este evento por Rita Lacerda, poeta, amiga de sua irmã. Este sarau acabou logo, segundo Aluizio: “Foi aí que percebi que tinham muitos poetas na Barra mas não tinham eventos poéticos e literários com freqüência no bairro”.

Foi assim então que  Aluizio e sua mulher, a educadora Mariângela Mangia, resolveram fundar em meados de 2006,  o Poveb – Poesia, Você Está na Barra, a partir do out-door: “Sorria, Você Está na Barra”, que cumprimentava as pessoas que chegavam ao bairro pelo Elevado do Joá. De acordo com Aluizio, de início houve resistência ao que ele frisa ser não somente um sarau, mas um movimento cultural. “Talvez as pessoas achassem que os moradores da Barra voltavam-se apenas para os shoppings ou condomínios de luxo existentes no bairro. Ou que poesia de melhor qualidade  só mesmo em Santa Teresa, Lapa ou Leblon.Ou ainda de que a Barra fosse um bairro alienado. Nem todo mundo pode ser alienado na Barra, pois seus moradores têm um certo poder aquisitivo e assim têm dinheiro para consumir cultura. Por isso criamos o poveb, para anunciarmos que a poesia também estava presente na Barra.”

O espaço para serem realizados os encontros do Poveb foi cedido pelo Condomínio Novo Leblon, local onde moram Aluizio e Mariângela. Aluizio não poupa elogios ao condomínio: “Novo Leblon merece um voto de louvor do Poveb por ter apoiado a nossa iniciativa. O condomínio talvez seja o único da Barra com eventos culturais regulares, resistindo bravamente.”

Aluizio esclarece que o movimento tem como objetivo estimular o hábito da leitura: “O Poveb quer disseminar o interesse pela cultura e favorecer a conscientização e o esclarecimentos das pessoas.” E completa dizendo a missão do movimento: “Não se trata de um projeto cultural, uma agremiação cultural ou organismos dessa natureza. Não se trata também de pretendermos ser superiores a quaisquer agremiações do gênero. Nada disso. É que o Poveb tem por meta o incentivo à conscientização e educação do maior número possível de pessoas. Através de textos de qualidade produzidos por artistas conhecidos no meio poético e literário da cidade, do estado e do país.”

Poveb e alguns de seus participantes

Poveb e alguns de seus participantes

A data oficial de fundação do movimento é de 10 de Novembro de 2006, quando se deu no Piano Bar do condomínio Novo Leblon.

Poveb possui um bom e extenso currículo. Já no primeiro ano de vida não se restringiu somente à Barra, com eventos por toda cidade , e em 2007 levou o “Prêmio ALAP Cultura 2007”,oferecido pela Academia de Letras e Artes Paranapuã pelo destaque do movimento. Em 2008 o movimento recebeu da Coordenadoria Regional de Cultura da Zona Oeste do Rio, o “Prêmio Cultural 2008”, pelos serviços prestados à cultura daquele ano. Ainda em 2008, foi concedido a eles pela ABRACI (Asssociação Brasileira Sócio-Cultural de Apoio à Cidadania), o “Certificado de Responsabilidade Cultural 2008”, pelos “relevantes trabalhos em prol da cultura prestados pelo Poveb em dois anos de existência”.

E não pára por aí. Em 2009 o Poveb foi selecionado no “I Concurso de Pontos de Leitura 2008”, promovido pelo Ministério da Cultura, sendo reconhecido Pelo Governo Federal como Ponto de Leitura, e passando a fazer parte da “Rede Biblioteca Viva.”

O movimento possui também em seu currículo atividades fora do Rio de Janeiro, como uma visita a cidade de Passa Quatro (Sul de Minas Gerais), em uma excursão realizada em parceria com o SEERJ (Sindicato dos Escritores do Estado do Rio de Janeiro), e uma visita a Pouso Alto, também no Sul de Minas, em 2009 e 2010, e a convite da Prefeitura local, em um evento promovido pela Secretaria de Educação na praça da cidade. “Fomos recebidos como heróis na praça da cidade e os livros dos poetas e participantes vendidos na cidade.”, explica Aluizio.

E para completar o currículo, Poveb se apresentou na XIV Bienal do Livro, no Rio Centro, com sucesso de público e venda, segundo Aluizio. E por último, em 2010, o movimento realizou o “I Sarau do Poveb em Alto Mar”, talvez algo inédito no meio conforme palavras de Aluizio, quando os povebianos se deslocaram a Ilha Bela, Sã Paulo, e Porto Belo, Santa Catarina, a bordo do navio: “MSC Lírica”. “Levar o poveb a um cruzeiro no alto-mar foi importante para integrar o grupo e as famílias e amigos dos poetas”, comentou Mariângela.

Poveb, além do objetivo e missão do movimento  mencionados, possui outra grande característica como apontam Aluizio e Mariângela, que é a Poveb Editora, que desde 2008 publica livros com poemas de seus participantes e convidados, com uma coletânea publicada a cada ano. A coletânea é financiada pelos escritores e poetas do movimento.

Aluizio e Mariângela apontam alguns dos projetos do movimento. Um deles é o roteiro de um curta-metragem, baseado em um conto do primeiro livro de Aluizio: “Esperar Ainda Uma Vez (Papel Virtual, 2005): “ O conto é sobre  Chalalá Gonçalvez Azul, um pintor pobre, que gostava de uma canção latina antiga: Chalalá”, explica o escritor.

Outro projeto é uma oficina experimental de poesia. “Aulas experimentais explicando o que é um soneto por exemplo, de forma informal”, explica Aluizio.

Mariângela comentou também sobre um outro ambicioso projeto. “Seria o primeiro encontro de poetas do Estado do Rio de Janeiro, todo ano, na última sexta e último sábado do mês, uma relação entre os poetas, realizado na Barra da Tijuca”, explica ela.

Aluizio termina dizendo estar em busca de parcerias e patrocínios: “Isso seria muito importante, pois nos ajudariam a estabelecermos uma personalidade jurídica, termos um CNPJ”.

Poveb é realizado toda primeira sexta-feira do mês, sempre às 19 hs, com entrada franca, no Espaço Bocha do condomínio Novo Leblon , conforme já anunciamos neste site em nossa “Agenda Cultural”. Os encontros do movimento já passaram por outros locais do condomínio, como o Espaço Areal e o Piano Bar.

Aluizio nasceu no Rio de Janeiro, onde cursou Letras (Português-Inglês) e depois Engenharia Civil. Publicou os livros de contos: “Esperar Ainda Uma Vez”, Papel Virtual, 2005 e “Desejos Descalços”, Oficina Editores, 2006. E os de poesia “Descaminhos”, Multifoco, 2007, e “14 versos”, da Poveb Editora, 2010. Já ganhou o primeiro lugar no “IX Concurso Nacional de Poesia Francisco Igreja” (APPERJ) e no “Concurso Literário ABRAMES 2009”, “Prêmios de Literatura UFF” e “Feuc 2008”, e outras premiações.

Mariângela nasceu no Rio de Janeiro. É professora de português e literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Possui pós-graduação em Admnistração Escolar pela Universidade Castelo Branco. Foi diretora das escolas municipais: “Albert Einstein”, no Novo Leblon e “Tristão de Athayde”, no condomínio Mandala. Também já foi supervisora de um colégio particular em Jacarepaguá, diretora de outras escolas da Prefeitura do Rio e coordenadora de uma Coordenadoria Regional.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s